Metodologia

A educação contemporânea se apresenta com um olhar inovador e inclusivo diante do processo educativo, visando o desenvolvimento global do ser humano. Partindo deste pressuposto, a nossa prática cotidiana busca acolher este ser com suas particularidades, inserido num ambiente plural, entendendo que existem as diversas maneiras de aprender, proporcionando a ele experiências metodológicas diferenciadas para que favoreçam a construção de aprendizagens significativas.


Diante disso, fundamentamos nossa prática na utilização das metodologias ativas: aulas síncronas, assíncronas e interativas, projetos, atividades de campo, pesquisa. Utilizamos a tecnologia, biblioteca, laboratórios e sala de leitura como recursos didáticos. São realizadas atividades diversificadas, como: monitorias, feiras, gincanas, olimpíadas, entre outras. O estímulo do estudante vem, fundamentalmente, do seu envolvimento com a proposta de trabalho. Neste sentido, trabalhar com projetos tem permitido a relação de ensino-aprendizagem num processo lúdico e dinâmico, possibilitando a formação de sujeitos participativos, autônomos e responsáveis.


Nessa perspectiva, o educador cria situações de aprendizagem, com foco nas relações que se estabelecem nesse processo, procurando orientar e ajudar o estudante a encontrar sentido naquilo que está aprendendo, permitindo a escolha do melhor caminho para a construção do seu conhecimento.


O professor Sacramentino assume o papel de mediador da aprendizagem, pois o aprendizado se dará de forma mais horizontal, contínua e progressiva. Um objeto de conhecimento abordado hoje será retomado e aprofundado no ano seguinte, sempre respeitando as expectativas de aprendizagens de cada série. Sendo assim, o professor tem uma visão geral do processo de construção da aprendizagem do aluno ao longo dos anos.


O estudante aprende enquanto produz, levanta dúvidas, pesquisa e cria relações que levam a novas buscas e descobertas, em sucessivas reconstruções do conhecimento, de forma multidisciplinar e interdisciplinar. Exercendo o protagonismo de sua aprendizagem.


É preciso conhecer muito bem os saberes que os estudantes trazem consigo e fazer destes a ponte de ligação com os conhecimentos que serão desenvolvidos.